Procure a felicidade
{
home
about me
here
ask
}

(Fonte: so-nacionais)



Postado em 27/3/2014 às 3:00 | 1.338 notas (Reblog this!)


Postado em 27/3/2014 às 2:58 | 1.105 notas (Reblog this!)
"Eu senti raiva de você ter me mandado embora. Eu não queria ter que ir. Você foi o único que conversou comigo, foi a única pessoa que ficou mais que cinco minutos falando comigo nos últimos três anos. E então você me mandou embora. Me mandou embora e tudo que eu queria era mais cinco minutos com você…"

A culpa é mesmo das estrelas?  (via terminar)

(Fonte: alentador)



Postado em 27/3/2014 às 2:49 | 758 notas (Reblog this!)
"Como você conheceria a felicidade se nunca passasse pelas fases tristes?"

P.S. Eu te amo.    (via terminar)

(Fonte: inverbos)



Postado em 27/3/2014 às 2:33 | 119.329 notas (Reblog this!)
"A tua casa, Stubb era o pior lugar pra uma garota ficar. Você podia ter pago um motel e colocado flores na cama com o chantilly mais caro da loja. Mas me levou pra tua casa, pro teu quarto bagunçado, e fez questão de ficar com a minha calcinha favorita, com a desculpa que tinha sumido no meio das tuas roupas jogadas.
“Gosto do teu corpo, só dele, não de você.”
“E eu por acaso gosto de você?”
“Pode não gostar, mas teu olhar pra minha barriga quando eu tiro a camisa não é dos mais inocentes.”
“Tá me chamando de safada?”
“Talvez.”
Eu prometi pra mim mesma não cair no teu papo cafajeste de quem fala coisinhas bonitas pra levar pra cama, e eu não cai. Eu tombei na tua cama, e quando vi sua boca já estava cravada na minha calcinha e a sua língua fervia, eu queria gritar tão alto que seu vizinhos pensariam que você estava me matando. E estava. Eu deveria ter me arrependido por ter feito o melhor sexo de uma quase relação? Porque eu não me arrependi. E faria de novo, eu faria agora com você nessa sofá. Na mesa, na poltrona, na cozinha e no banheiro. Tua voz rouca no meu ouvido me pedindo pra não gritar porque seus pais vão acordar é a coisa mais irritante que existe, e mais atraente e excitante.
“Gosto dessa tua curva do teu lombar pra tua bunda, e da sua cintura bem feita.”
“Gosto das suas entradas.”
“Te dão tesão?”
“Talvez.”
“Significa que a gente pode fazer mais uma mesmo depois de ter passado só 5 minutos?”
“Contanto que seja do meu jeito.”
E foi, e foi a noite toda. Eu não te suporto o dia todo, mas suporto na hora que você me tomba na gua cama, quando você cola tua testa suada na minha e mostra que pode ser suave e cuidadoso, ridículo e impróprio (em todos os sentidos possíveis).
“Eu te encontro as 5 amanhã?”
“Eu prefiro as 4.”
“Eu prefiro de quatro.”
E ahhh, foi de quatro, de cinco, de seis e de todas as maneiras que uma garota pode ficar louca de amor, e mesmo assim te odiar mais que tudo. Pode ficar com a calcinha, e pode ficar com mais quantas você quiser tirar. Desde que você me ligue às quatro, e desde que saiba que eu não sei o que eu tô fazendo. Porque você ainda é o cara do quarto bagunçado, o cara errado. Você ainda é quem eu não quero, mas ainda é você o único cara que eu topo perder qualquer coisa no meio da sua bagunça (mesmo que seja minha calcinha favorita). No fim, você acaba tentando dar uma de Gabito, dizendo que queria que eu fosse uma dessas meninas cheia de sonhos que a calcinha sai fácil. Mas que pro seu azar, eu era uma dessas que não planejava muitos sonhos, que vivia impulsivamente, que era difícil de lidar e durona. E não deixou você ter mais uma calcinha que você tira com a mão pra sua coleção. Eu deixei você ter minha calcinha favorita, porque fiz questão de que você a tirasse com a boca. Logo depois de você ter dito, que a tua boca era sagrada e que só usaria ela com a pessoa certa. Tudo bem que, a gente não é certo um pro outro nem de longe. Mas a boca que você usou foi comigo, e a minha calcinha favorita quem ficou, foi você."

robin and stubb.  (via terminar)

(Fonte: tajmahhal)



Postado em 27/3/2014 às 2:30 | 1.696 notas (Reblog this!)
"Eu a odiava por ter me deixado naquela noite. E odiava a mim mesmo por tê-la deixado ir embora, porque, se eu tivesse sido suficiente, ela não teria querido ir embora."

Quem é você, Alasca?  (via terminar)

(Fonte: acrescentada)



Postado em 27/3/2014 às 2:26 | 7.470 notas (Reblog this!)
"Aos 14, eu conheci a garota mais linda da minha cidade. Aos 15, nós tivemos uma briga terrível e não nos falamos por 1 ano. Aos 16, reencontrei ela em um supermercado, 5 minutos de conversa e eu me vi apaixonado. Aos 17, eu comecei a namorar com a garota mais bonita da cidade. Aos 22, eu fiquei noivo da mulher mais linda do país. Aos 25, eu estava casado com a mulher mais linda do mundo. Aos 27, eu tive um filho com a mulher mais madura que já conheci. Aos 29, eu tive uma filha, a filha mais linda da cidade. Aos 40, eu fiz 15 anos de casado com a mulher mais interessante do universo. Aos 50, eu percebi que nunca tinha tido olhos para outra, nesse mesmo ano, eu percebi que eu era um homem realizado. Aos 60, eu vi a mulher mais linda do mundo continuar sendo a mulher mais interessante do universo. Aos 76, eu senti falta dessa mulher, a mulher mais incrível do mundo, agora só existia em fotografias. Aos 78, eu senti que não tinha mais vida sem ela; nesse mesmo ano, eu me entreguei para viver a eternidade ao lado dela, seja lá onde fosse."

Autor Desconhecido.  (via terminar)

(Fonte: flordocu)



Postado em 27/3/2014 às 2:25 | 19.834 notas (Reblog this!)
"E a gente chora assim, sem ter alguém do lado pra apoiar, sem um colo pra acalmar. Vai com a cara e a coragem. Vai levando a vida sem ninguém pra dizer “eu estou do seu lado”. Vivendo com pessoas dizendo “isso custa muito caro, pra você não vale-rá pena”. E a gente segue seguindo, tentando encontrar uma forma de viver feliz, de construir suas próprias coisas, com seu próprio suor e dizer que tudo aquilo foi construído com muito esforço, mas valeu a pena tentar sozinho apesar das abatidas jugadas."

M. Barros (via girlcomplet)


Postado em 24/3/2014 às 0:00 | 4 notas (Reblog this!)
"Não é sempre que a gente pode ter o que quer."

A Culpa é das Estrelas. (via manuscritar)

(Fonte: versificar)



Postado em 23/3/2014 às 23:59 | 44.044 notas (Reblog this!)

(Fonte: delator)



Postado em 23/3/2014 às 23:58 | 25.145 notas (Reblog this!)
»


Não nascemos sabendo de tudo, sempre há o que aprender, o aprendizado não acaba nem para mais inteligentes, nunca subestime ninguém, assim você estará só provando o quando você é inferior e o quanto você pode ser bem mais ignorante que você pensa .